domingo, 29 de julho de 2007

Pele e grino - Parte 4

O PASTOR

8 comentários:

Anónimo disse...

este é o momento mais surrealista, deste fime, contudo o mais profundo.
aqui podemos encontrar referencias a mitologia grega, e ate mesmo ao monthy phyton, quando o incauto viagente é confrontado com um ser, neste caso pastor, os outro acima, uma esfinge, que lhes ameaça o caminho se não responderem correctamente a uma serie de questoes,
esta adaptação do tema, por parte do argumentistas deste filme, é deveras original, não perdendo minimamente o sentido e força, que a histroria mitologica tem no seu original.

Eduardo Cintra Torres

KokesDope disse...

Quem fala assim não é gago... é parvo!! eh eh eh :D

o neto do ti'xico barbeiro disse...

um gajo deste, a mandar os erros que manda, não me supreende que a critica cinefila e televisiva não diga nada de jeito... certo?

ig disse...

eu quero mais bloopers...

KokesDope disse...

Eu quero é dinheiro e gajas....

Anónimo disse...

A maneira como o próprio actor encarna na personagem é sim qualquer coisa de magnífico.....os meus parabéns à caracterização.

familiar directo de Grino

Anónimo disse...

"antes rico e com saude do q pobre e doente"?! lOlololol, n eh por nada...mas n eh ao contrario?! opah voces andam lhe a dar...andam andam, portanto, das duas uma! ahaha, mt fixe.

Miguel Malaquias =D

Anónimo disse...

Pastor faz-me um filho igual ao Pacheco!!

Bábí